3 comentários sobre “661

  1. ” Dá a surpresa de ser.
    É alta, de um louro escuro,
    faz bem só pensar em ver
    seu corpo meio maduro. “

    Eu precisava hoje,
    Luis,
    mandar-te um abraço…

    mas esta mulher…
    interpõe-se entre os dois.

    E já nâo sei
    se me faz bem
    ou me faz mal
    pensar em ver…

    ” Meu Deus,
    quando é que eu embarco?
    Ó fome,
    quando é que eu como? “

    ¡Lá vai, outro abraço ao ar!

    Vou ficar bem salgado, bem salgado.

    boa noite,
    boa boa

    no colo da aboa
    com pâo de boroa.

    14 de Julho de 2010 22:58

Deixar uma resposta