8 comentários sobre “712

  1. E corrige Luis, o comentarista, o/a remova razão para Luís com isso que, o fotógrafo, ser dado isto dado um tipo qualquer um, para as quatro estupidezes que ele partiu aqui abandonadas em um comentário, escondido no anonimity, e dando teste uma audácia insuportável que a coisa comprova é a possuidora de uma ignorância para estar sem limites que é ao saque a descoberto assim que ele abra a boca?

  2. Qué coisas eu disse ahí acima!

    Tú percebes-te cualquer coisa?

    Juro por Ala que nâo estaba bébedo.
    Só comocionado pela tua composiçâo, e desconcertado pelas palavras que lí, a mim dirijidas, cinco andares mais abaixo, por ese malandro do mausalgado.
    O feito de tu as teres eliminado de aí, muito ao teu pessar porque sei dos teus principios, fez-me comprender que tu tambem nâo concordavas co que ele disse, e isso deume alivio.

    Con esta janela que compuses-te, tenho a impresâo de ter sido acolhido baixo o teu Céu.
    E agradeço inorme, como nâo fazes idea.

    Fica-me uma dúbida, ao ver o céu con que me cobres acima logo a seguir.

    Serâo as nuvens cinzentas, ou a deusa que nel aparesce, a parte de Céu que a mim corresponde?

    Um abraço, amigo

  3. bom, por onde começo?

    primeiro abraço-te, amigo

    segundo, bêbado é a única forma de se conseguir estar neste mundo. Ou pelo menos a experiência, diz-me que quando bêbado um mundo desinteressante torna-se outro. Com os teus carros de bois.

    infelizmente a merda de terra onde tentei não voltar hoje agarrou-me
    mas voltarei

  4. voltei por momentos
    não me vou dar ao trabalho de pôr as letras que faltam ao post anterior

    afinal vou

    Com os teu carros de bois-> Como os teus carros de bois

    infelizmente a merda de terra onde tentei não voltar hoje agarrou-me->infelizmente a merda de terra onde hoje tentei não voltar, agarrou-me

    continuando, não apaguei o mal salgado. o máximo que consigo fazer intencionalmente, é esquecer. e nem sempre.

    o mal salgado ter-se evaporado (pelos vistos) salvou-me o dilema de ter um bem e um mal salgado no meu simples blog.

    vou já lançar isto não vá a tecnologia pregar-me uma partida

Deixar uma resposta