4 comentários sobre “O regresso

  1. Bemvindo de regresso ao futuro, Luís. Eu lá estou perdido ha tempo.

    Embora nâo saiba se, ao atravesar essa grosa névoa, te conduz ás túas origens “sadías”; ao céu dese Cristo a espreita de braços abertos; ou a morar felizmente para sempre acomodado ás névoas.
    Tem a certeza que eu estou sempre pronto para abraçar ao meu irmâo circunstancialmente lisboeta.
    Nâo sei bem porque, agora tócame ser wordusu tendo sido sempre bemsalgado porque wordpress nâo me permite ser quem era. Mas sou o de sempre.

    Um forte abraço, e lembranças para a familia.

    1. Aos poucos lá vou ressuscitando, se de regresso a origens ‘sadias’ isso já é mais confuso.
      Espero é que tu também já estejas com melhores cores do aquelas cores litúrgicas.

      Um abraço e até já nesse futuro

Deixar uma resposta