4 comentários sobre “Tu és de fazer chorar as lágrimas

  1. “Mourinho: Teu dedo amostra-nos o caminho”, berrabam a coro no Estadio Bernabeu nâo há tanto tempo.
    Era aquele dedo indicador empregado como furabolos no olho do treinador do Barça, produzindolhe ao homem dor e abundantes lágrimas, sem choro, e choros de risa, sem lágrimas, aos fascistas madrilenhos.

    Agora, o “génio setubalense”, séntese na obriga de meter o dedo nos olhos de todos os portugueses para lhes mostrar o caminho a seguir na encrucilhada portuguesa do val de lágrimas que é o mundo inteiro, porque ele percebe que Portugal está precisado do seu magisterio e ele debe brindarlho de borla ao povo português agora que é o momento de tomar decisões certas.

    As lágrimas bem salgadas discorrem já Minho abaixo na procura do estuário do Tejo para nel confluir na próxima terça feira, se a dor não impede o tránsito de fluídos.
    Nâo servem para chorar. Sâo de fabrico germano-americano, lágrimas de crocodilo, para fazer chorar ao mundo na noite negra.
    De gravatas ou farois, tanto faz.

    1. Chega de lágrimas fascistas e fluidos germano americanos.
      Nem que tivesse que arrancar das profundezas disto que é o mundo inteiro, nem que tenha que me armar em deus tranformista de pão e vinho, perdão bacalhau e vinho, haverá sempre pelo menos um galego nas margens do tejo para o que for preciso, como diria o zé mário branco. Outro galego que se calhar não sabe que é galego.
      Noticias da galiza é como poção para o asterix!

  2. “A fariña do demo toda se volve relón”

    (meu sâo Francisco de Palmeira)

    e “O Xan, tantas caras tén que non se parece a ninguém”

    Que seja o que deus quiser, depois do vinho.

Deixar uma resposta